Igreja | Colônia Helvetia

Informações aos Noivos

Neste guia, encontram-se as informações necessárias para a realização de sua cerimônia religiosa na Igreja Católica Nossa Senhora de Lourdes e festa no Buffet Helvetia. Leia-as com atenção e nos colocamos a disposição para maiores esclarecimentos.

Paróquia Nossa Senhora de Lourdes

Alameda Antônio Ambiel, 817 – Helvetia – Indaiatuba/SP
Fones: (19) 3875-1633/ (19) 9.9789-6916
E-mail: nslourdes.helvetia@hotmail.com; igreja@helvetia.org.br

Buffet Helvetia

Alameda Antônio Ambiel, 895– Helvetia – Indaiatuba/SP
Fones: (19) 3885-0219/ (19) 3875- 7436
(19) 9.8426-6600 (WhatsApp)
E-mail: eventos@helvetia.org.br
www.helvetia.org.br

O agendamento na Igreja eno Buffet são independentes, portanto, é responsabilidade dos contratantes.

Paróquia Nossa Senhora de Lourdes

Vocês escolheram a centenária Igreja da Colônia Helvetia para a realização de sua celebração de casamento. Essa Igreja foi sagrada em louvor a Nossa Senhora de Lourdes em 11 de junho de 1889 e, em 14 de janeiro de 1914, tornou-se Paróquia da Diocese de Campinas. Por isso mesmo, embora muitos a chamem de “Capela” pelas suas dimensões, ela é a “Igreja Matriz” da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes. Atualmente, Cônego Álvaro Augusto Ambiel administra a Paróquia, com o auxílio do Diácono Rubens, que celebra as cerimônias de matrimônio.

A Igreja Nossa Senhora de Lourdes mantém sua arquitetura original, inspirada em Igrejas da Suíça Central, dispõe de 30 bancos com capacidade para acomodar 172 pessoas sentadas. A voltagem é 220 V.

Os imigrantes suíços que fundaram a Colônia Helvetia sempre tiraram a sua força e coragem na fé cristã (católica). Na época em que se decidiram pela construção da Igreja da Colônia, a Europa estava tocada pelas aparições de Nossa Senhora na França e, portanto, de acordo com o livro sobre a História de Helvetia (Weizinger, 1935), foi decidida em reunião com expressivo número de helvetianos, que a Igreja seria dedicada à Imaculada Conceição de Maria (imagem no altar central: Nossa Senhora de Lourdes), à Santíssima Trindade e ao Patrono da Suíça, São Nicolau de Flüe (imagem no altar lateral esquerdo). Também se encontram nos altares laterais as imagens de devoção dos helvetianos: Sagrado Coração de Jesus, São José, São Bento, Santo Antonio e Santa Terezinha. Na parede lateral esquerda, posteriormente, foi instalado um nicho com a imagem de Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil.

No dia 5 de junho de 1888 foi benzida a pedra fundamental, que se encontra à esquerda sob o arco do altar, mede pouco menos do que um metro cúbico e foi trazida de carro de boi. Essa, bem como a maioria das demais pedras usadas na fundação da Igreja (170 carregamentos de carroça) foram retiradas da beira da estrada na Serra d’Água. A maior parte das madeiras foi retirada da própria terra e trabalhada pelos artistas suíços locais. Todos os vitrais do altar mor foram trazidos da França e os laterais foram feitos no Brasil e apresentam cenas da vida de São Nicolau de Flüe.

Em funcionamento desde 1925 e bem conservado por manutenções constantes, o órgão de tubos fabricado na Alemanha, acompanha exclusivamente o coral da Igreja nas missas dominicais.

A igreja oferece estacionamento gratuito.

Nossa Senhora de Lourdes

Na então aldeia de Lourdes, região francesa dos Altos Pirineus, em 11 de fevereiro de 1858, a jovem Bernadette Soubirous, indo apanhar lenha às margens do rio Gave, viu na reentrância de um rochedo, pela primeira vez, a Virgem Maria, que se lhe apresentou, dizendo: “Eu sou a Imaculada Conceição”. Essa primeira aparição foi seguida de outras 17.

Em uma das aparições, a Virgem pediu que nesse local se construísse uma igreja; em outra ocasião, fez brotar, na rocha, por meio das mãos de Bernadette, fonte de água cristalina e considerada milagrosa, que ali corre desde então. As curas obtidas através do uso da água levaram o Papa Pio IX, em 1862,a autorizar o bispo de Tarbes a permitira veneração da Virgem Maria em Lourdes. O Santuário de Lourdes é um dos mais importantes centros de peregrinação da Cristandade Católica.

A Festa de Nossa Senhora de Lourdes é celebrada na Colônia Helvetia, assim como por toda Igreja, no dia 11 de fevereiro, data de sua primeira aparição.

São Nicolau de Flüe

Helvetia tem como padroeira Nossa Senhora de Lourdes e por Patrono, São Nicolau de Flüe, Padroeiro da Suíça, também chamado de Bruder (Irmão) Klaus.

Bruder Klaus nasceu no dia 21 de março de 1417 na Suíça. Oriundo de família pobre, passou a juventude ajudando o pai em trabalhos do campo, mas sempre inclinado à vida religiosa. A pedido do pai, casou-se com Doroteia, uma moça que muito o conduziu a Deus. Tiveram dez filhos que foram educados na fé, sendo que vários deles se tornaram sacerdotes, e um dos netos, Conrado Scheuber, morreu com o conceito de santidade.

Embora sendo um homem popular na sociedade em que vivia, devido aos cargos públicos e administrativos que ocupara, em comum acordo com Doroteia, retirou-se na solidão, para se dedicar exclusivamente a Deus. São Nicolau entregou-se totalmente à vida de oração, meditação, penitência e jejum, sem jamais deixar de participar das missas dominicais e dias santos; passou a usar uma tábua como cama e uma pedra como travesseiro. Durante 33 anos de sua vida, passou progressivamente a alimentar-se, de início, somente de frutas e ervas, até chegar a alimentar-se somente da Eucaristia, por vinte anos, até o final de sua vida.

Nicolau, que morreu com setenta anos, ao ir para o eremitério com 37 anos, em nada se alienou ao mundo. Pôde ele servir com conselhos e interferir pacificamente nas dificuldades entre católicos e protestantes, a ponto de ser amado e tomado como modelo de pacificador e pai da pátria.

Em Helvetia, a sua festa é tradicionalmente celebrada no dia 25 de setembro, com missa, procissão e competições esportivas entre descendentes de suíços fundadores contra descendentes de suíços não fundadores da Colônia.

Matrimônio

A Celebração do Matrimônio

É necessário que os noivos reservem a data e o horário do casamento com antecedência. A partir de julho, começam a ser feitas as reservas para o ano seguinte (Ex.: em julho de 2016 começam as reservas para janeiro a dezembro de 2017).

A reserva de um horário para a cerimônia na Igreja pode ser feita através do telefone 019 3875 1633 e será mantida por até 15 dias. A confirmação dessa reserva deverá ser feita pessoalmente, na secretaria paroquial, mediante o pagamento de 50 % da taxa, a título de caução, que poderá ser restituída aos noivos pessoalmente, se o agendamento for cancelado.

Horários especiais devem ser combinados diretamente com o secretário, que fará o agendamento final com o pároco.

Horários das Celebrações

Sexta-Feira: 19h30 e 20h30 ou em um único horário às 20h00.

Sábado: às 11h30, 16h00, 17h00 e 20h00 (exclusivo para celebrações seguidas de recepção no Buffet Helvetia) a partir de 2017.

Domingo: eventualmenteàs 11h30.

O Encontro de Noivos

Por ser o matrimônio uma celebração de fé, a Igreja organiza para aqueles que desejam se casar, uma preparação espiritual e familiar que se chama Encontro de Noivos. O encontro propõe uma integração entre os noivos que pretendem se casar por meio de palestras, debates e reflexões, visando assim, uma orientação para o sacramento do matrimônio e suas consequências. O encontro de noivos é um requisito obrigatório para todos que pretendem se casar na Igreja Católica, é feito pelo casal, portanto, não deve ser deixado para a última hora. O encontro poderá ser feito na Paróquia de origem dos noivos ou em qualquer outra Paróquia. Em Indaiatuba são realizados nas Igrejas Candelária, Santo Antonio, São Francisco e Santa Terezinha.

Processo de Habilitação Matrimonial

Noventa dias antes de cerimônia do casamento, os noivos deverão procurar a SECRETARIA DA PARÓQUIA ONDE RESIDE O NOIVO OU A NOIVA e dar início ao PROCESSO DE HABILITAÇÃO MATRIMONIAL para poder se casar na Igreja. Normalmente o matrimônio deve ser realizado onde um dos noivos reside, mas há possibilidade de escolherem outra igreja e, neste caso, os noivos deverão levar um documento chamado “TRANSFERÊNCIA”, ou seja, da igreja em que ocorreu o processo para a igreja onde acontecerá o casamento.

A TRANSFERÊNCIA deve ser entregue na Paróquia Nossa Senhora de Lourdes pelo menos 1 (uma) semana antes da data do casamento, assim como a lista de profissionais contratados.

Documentos que devem ser apresentados na Paróquia onde será feito o Processo Matrimonial:

  • Cópias do Registro Civil (RG) dos noivos;
  • Certidão de Batismo atualizada do casal. Essa certidão é válida por (6) seis meses; para atualizá-la, deve-se procurar a paróquia/igreja em que os noivos foram batizados. Caso os noivos não saibam onde foram batizados, devem se dirigir ao arquivo da Cúria Metropolitana da cidade. Se a certidão de batismo não for encontrada, a arquidiocese fornece uma “certidão negativa”, que deve ser completada na presença de um dos pais, dos padrinhos de batismo ou de duas pessoas que conheçam a vida dos noivos e testemunhem sob juramento a respeito de seu batismo e estado livre;
  • Comprovante de residência de ambos;
  • Certificado do Curso “encontro de noivos”;
  • Edital de Proclamas, comprovando entrada do processo civil.

Na Paróquia Nossa Senhora de Lourdes, em Helvetia, após a apresentação da documentação relatada, será marcada uma entrevista com o Pároco, obrigatória aos noivos.

Uma semana antes da cerimônia religiosa, os noivos deverão:

  • Trazer a Transferência, quando o Processo de Habilitação Matrimonial foi realizado em outra Paróquia, à Secretaria da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes em Helvetia.
  • Entregar a certidão de habilitação e a folha com os dados dos padrinhos, quando o casamento religioso for com efeito civil;
  • Fazer os acertos finais: pagamento dacomplementação da taxa da Igreja;
  • Entregar os nomes dos prestadores de serviços que participarão da cerimônia religiosa.

Casamentos de Católicos e não-Católicos

É possível o casamento católico com outro cristão, o chamado matrimônio misto ou de um católico com um não-batizado, a chamada disparidade de culto. Para isto, é necessário haver autorização expressa do bispo local. De modo geral, compete ao bispo a dispensa de outros impedimentos eventualmente existentes, como casamento que envolvam noivos divorciados civilmente. O processo jurídico-canônico nesses casos deve ter início na própria paróquia de origem.

Menores

Se um ou ambos noivos tiverem menos de 18 (dezoito) anos, deve-se obter consentimento formal dos pais ou responsáveis, comparecendo ao momento de abertura do processo acompanhado de um deles. Pelo Código de Direito Canônico, o homem com menos de 16 (dezesseis) anos completos e a mulher com menos de 14 (quatorze) anos, não podem contrair matrimônio válido sem a dispensa do impedimento, ou seja, sem autorização expressa dos responsáveis legais.

Casamento Religioso com Efeito Civil

Nossa igreja realiza casamento religioso com efeito civil. Os noivos devem procurar o Cartório de Registro Civil mais próximo de onde residem com pelo menos 02 (dois) meses de antecedência da data da cerimônia religiosa, a fim de se iniciar o processo de casamento civil, após esse processo o cartório expedirá a “Certidão de Habilitação Civil”. Somente com esse documento a igreja realizará a cerimônia com efeito civil. Após a realização, o próprio casal entregará a ata ao cartório, dentro de 90 dias, arcando com as despesas de reconhecimento de firmas.

Sacerdote convidado

É facultativo convidar um padre amigo de outra comunidade para presidir o casamento, desde que respeitadas as normas desta paróquia. Pede-se apenas que se confirme com antecedência o nome completo do padre, telefone e também é exigido trazer da parte do padre que se comprometeu a realizar o casamento, uma carta chamada “uso de ordens”, preparada na paróquia do padre convidado.

Cerimônia Nupcial

No dia da realização da cerimônia é extremamente necessário que os noivos sejam pontuais, dessa forma a cerimônia poderá ser realizada com tranquilidade. Atraso, além de ser deselegante para os convidados, prejudica em muito a celebração, por isso, recomenda-se que se coloque no convite de casamento horário de 15 minutos anterior ao marcado com a igreja

O noivo e os padrinhos precisam chegar 30 (trinta) minutos antes da hora marcada com a igreja e se dirigir à secretaria da paróquia para assinarem a ata. Os noivos, porém, deverão assiná-la, ao término da cerimônia.

Pede-se que a noiva chegue à igreja 10 (dez) minutos antes do horário marcado e aguarde o momento de sua entrada.

Ao final da cerimônia, somente os pais e padrinhos poderão cumprimentar os noivos dentro da Igreja, o que deverá ser feito simultaneamente tanto ao noivo quanto à noiva.

Coral ou Orquestra

Para se realçar a dignidade da celebração do Sacramento do Matrimônio, uma vez iniciado o ato litúrgico serão executadas apenas músicas sacras.O nível da altura do som deve ser de acordo com o ambiente religioso.

A espera tem por finalidade propiciar aos convidados um ambiente acolhedor e, ao mesmo tempo, convidativo à elevação da mente e do espírito a Deus, por meio da oração. A música sacra e a clássica atingem com facilidade esse fim e por isso são indicadas para esse momento.

Músicas não-litúrgicas poderão ser tocadas após o ato litúrgico do Sacramento do Matrimônio, dado o início dos cumprimentos e cortejos da saída dos noivos, pais e padrinhos. Exige-se, no entanto, que as letras, melodias e ritmos sejam adequados e não contrariem a dignidade do Sacramento do Matrimônio, da Igreja e do amor humano, e respeitem as seguintes normas quanto ao uso de instrumentos e execução musical.

Os instrumentos e vozes, sejam estes corais ou solistas, devem ser empregados sem amplificação por meio de microfones, para se preservar a adequada harmonia e a beleza das obras executadas. A música durante os casamentos será inteiramente acústica;

Os instrumentos de percussão serão utilizados somente com efeito sinfônico.

A Igreja disponibiliza música gratuita em som ambiente da Igreja, em CD.

Decoração da Igreja

Nem tudo aquilo com que se sonha ou que é sugerido, é possível de ser realizado, pois a igreja tem regras e é importante esclarecê-las antes de assinar um contrato.

Quando houver mais de um casamento no dia, os casais devem dividir entre si as despesas de decoração, escolhendo uma única empresa de decoração. O espírito cristão de partilha deve prevalecer em qualquer circunstância.

É proibido o uso de arames, pregos, tachas, percevejos, cola e fitas adesivas para fixar enfeites nos bancos e no piso, eles devem ser amarrados.

Não é permitido jogar pétalas, metaloides e arroz no piso, principalmente nas escadarias da Igreja.

Não é permitida a queima de fogos nas áreas pertencentes à igreja e salão de festas.

Foto e Vídeo

A equipe de foto e vídeo deve ser discreta.

Os profissionais de foto e vídeo estão autorizados a fotografar e filmar com total liberdade, desde que haja profissionalismo e bom senso. Do rito inicial até o início da Liturgia da Palavra, que compreende a Primeira Leitura, Salmo, Aclamação do Evangelho e Homilia, pede-se que as fotos e filmagens sejam feitas de forma discreta, atrás do sacerdote. A partir do diálogo, antes do consentimento, não há restrições para aqueles que se portam como pede a ocasião.

É permitido no máximo quatro profissionais no altar.

Taxa da Celebração

A Paróquia, para a sua manutenção, por ocasião do matrimônio, costuma receber uma taxa, conforme a tabela de emolumentos estabelecidos pela Arquidiocese, para cobrir as despesas da Igreja (processo matrimonial, celebração, etc).

Na ocasião da confirmação da reserva, os noivos devem deixar um sinal de 50% na secretaria da igreja. O restante deverá ser quitado até 01 (uma) semana antes da cerimônia. Em caso de desistência, o sinal poderá ser devolvido, desde que se comunique o cancelamento à secretaria paroquial com antecedência superior a um mês da data marcada.